Histórico

A história da Della Coletta Bioenergia tem início em 1953, quando os Irmãos Della Coletta instalaram na Fazenda Bom Jesus, município de Cordeirópolis, o primeiro engenho de aguardente da família. A vinda para Bariri se deu 15 anos mais tarde, quando a empresa, em pleno desenvolvimento, necessitava de mais terras para aumentar o cultivo da cana-de-açúcar e sua produção de aguardente. A Fazenda Monte Alegre ofereceu as condições ideais de expansão que o engenho necessitava. Dessa forma, a propriedade em Cordeirópolis foi vendida e o engenho transferido para Bariri em  1968.

A família seguiu produzindo aguardente até 1984. No ano seguinte, iniciou a instalação da destilaria de etanol hidratado. Diversas mudanças foram necessárias naquele momento, inclusive a substituição da antiga moenda por outra com maior capacidade. A safra de 2000 marcou o início da produção de etanol anidro pela empresa. Dois anos mais tarde teve início a produção de xarope e no ano seguinte, em 2003, começou a fabricação do açúcar VHP (tipo exportação).

Em junho de 2009 a empresa mudou sua denominação de Della Coletta Usina de Açúcar e Álcool Ltda para Della Coletta Bioenergia S/A - DCBio. No mesmo ano a empresa recebeu a certificação do 'Greenergy Bioethanol Sustainability Programme', emitido pela empresa inglesa Greenergy International Ltd. Ela abriu as portas do mercado europeu, em especial o inglês, para o nosso etanol.

Em 2010 foi a vez da Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (Environmental Protection Agency - EPA, na sigla em inglês) conceder o registro necessário para que a DCBio exportasse seu etanol para o maior mercado consumidor do mundo: o norte-americano. A usina fez parte de um seleto grupo de oito empresas que receberam esse registro em 2010.

Em 2012, nova conquista: a DCBio recebeu o certificado de empresa compromissada do Governo Federal, figurando entre as 169 usinas brasileiras a receber o selo do Compromisso Nacional para Aperfeiçoar as Condições de Trabalho na Cana-de-açúcar.

Também neste ano foi eleita a melhor usina do Brasil na categoria Inovação Tecnológica Industrial no ciclo 2012/2013, pelo Prêmio Visão Agroindustrial, promovido pela Revista Visão da Agroindústria a partir de dados de produção e investimentos enviados pelas empresas ao Centro de Tecnologia Canavieira (CTC) e Grupo de Estudos em Gestão Industrial do Setor Sucroalcooleiro (Gegis).  

Em 2013, ficou entre as dez unidades do Centro-Sul do país - entre as cerca de 200 avaliadas - que receberam o prêmio "Usinas Campeãs de Produtividade Agrícola - Safra 2013/2014", oferecido pelo Instituto de Desenvolvimento Agroindustrial (IDEA) em parceria com o Centro de Tecnologia Canavieira (CTC). 

Em 2014 novo marco: a DCBio passou a integrar a organização global sem fins lucrativos Bonsucro, que apoia o desenvolvimento sustentável do setor sucroalcooleiro, reduzindo os impactos ambientais e sociais da produção de cana-de-açúcar. 

A cada ano a DCBio renova seu compromisso de produzir etanol e açúcar de forma sustentável, valorizando o trabalho de cada um de seus colaboradores. DCBio - levando o nome de Bariri em seus produtos pelo mundo.